06/07/2018

Opinião | Os Altos e Baixos do Meu Coração | Becky Albertalli | Porto Editora

Aos 17 anos, Molly sabe tudo o que há para saber sobre o amor não correspondido. É que a jovem já se apaixonou 27 vezes, mas sempre em segredo. E por mais que a irmã gémea, Cassie, lhe diga para ter juízo, Molly tem sempre cuidado. É melhor ter cuidado do que sofrer.
Quando Cassie se apaixona, a sua nova relação traz um novo círculo de amigos. Dele faz parte Will, que é engraçado, namoradeiro e um excelente candidato a primeiro namorado da Molly.
Mas há um problema: o colega de Molly, Reid, um cromo e fã incondicional de Tolkien, por quem ela jamais se apaixonaria… certo?
Uma história divertida e comovente sobre primeiros amores e a importância de sermos fiéis a nós mesmos.

Quem me acompanha diariamente, sabe que já li este livro há muito tempo... aliás, foi devorado e não lido, apenas.
Para começar, dizer que adorei. A forma como a autora aborda os vários problemas que todos nós encontramos quando passamos pela mesma fase da vida. Inseguranças, paixões, o descobrir da nossa sexualidade e não ter medo de ser quem somos.
Aos 17 anos, Molly apenas amou sem nunca ser retribuída. Quando se apaixonava, fazia-o porque sentia-se bem quando amava alguém. Para ela não era preciso ser correspondida. Nunca confessou aos rapazes que amou, ou por quem teve paixonetas, como se sentia em relação a elas, por isso, apesar de nunca ter namorado, também nunca foi rejeitada. Ela simplesmente amava. Se era pelo medo de ser rejeitada ou não, só o conseguimos saber ao longo do livro. Aos poucos, vemos Molly deparar-se com uma paixão que ela quer, de facto, levar adiante, ao próximo nível e aí passa por muitos estágios da paixão. A descoberta de que para além de amar, queremos ser amados, a emoção do primeiro beijo, os ciúmes, as inseguranças, os medos de perder quem ainda nem sequer tivemos.
Sinceramente, acho que sendo gémea de Molly, Cassie poderia muito bem tê-la apoiado mais. Cassie era o oposto da irmã em algumas coisas. Já se tinha encontrado sexualmente e por isso seguia o exemplo das mães, que estavam juntas desde os tempos de escola, era uma jovem segura e plenamente ciente dos seus pontos fortes e fracos. Não tinha medo de ser quem era e, por não acreditar que a irmã alguma vez sairia da casca e por não querer sentir-se culpada por ter namorada e deixar Molly "abandonada" tenta, à força toda que um dos melhores amigos da namorada namore com Molly.
No entanto, apesar de não estar totalmente contra a ideia de Cassie, o coração de Molly desvia-se para outro sentido e vai de encontro ao colega estranho que trabalha com ela em part-time de férias. 
Adorei a forma como Molly consegue ultrapassar os seus medos e baixa as suas defesas pela primeira vez na vida. Aprendeu que todos nós precisamos de ser amados, que tinha direito a ser feliz e a sentir-se feliz com alguém que seria a sua cara metade por algum tempo ou para sempre. Abriu as portas do seu coração e fechou as portas da incerteza, das inseguranças e dos medos. 
Um livro que me tocou imenso porque me fez lembrar de tantas fases da minha adolescência e a forma como as fui ultrapassando até chegar à idade adulta. Todos deveriam ler este livro!

Novidades TopSeller | No Amor e Na Guerra | Horas Extraordinárias

Três mulheres separadas pela guerra... mas unidas pelo mais puro amor.
Um romance histórico emocionante e inspirador sobre três mulheres que procuram dar sentido à vida depois da guerra.
Em 1919, após o fim da Primeira Guerra Mundial, começam a ser organizadas excursões aos campos de batalha da Flandres, levando milhares de pessoas a visitar aquela área devastada pela guerra onde inúmeros homens lutaram e perderam a vida. Este negócio turístico é controverso, mas muitos são os que ainda têm esperança de encontrar os seus entes queridos, dados como desaparecidos.
É neste contexto que o destino de três mulheres se cruza. Ruby é uma jovem inglesa que mantém acesa a esperança de encontrar o marido. Alice, de nacionalidade norte-americana, atravessa o oceano determinada a voltar a ver o irmão, que acredita estar vivo. Já Martha é uma alemã que reza para conseguir encontrar a campa do filho mais velho e prestar-lhe uma última homenagem.
Estas três mulheres, com histórias de vida diferentes, procuram reconciliar-se consigo próprias depois do que a guerra lhes tirou, e juntas tentam encarar o futuro com a esperança renovada.

«O pós-guerra pode ser absolutamente terrível. Esta história terna concentra-se no lado positivo desse período, sem ignorar a destruição e a dor de um conflito épico.» 
Daily Mail

**********
Nunca soube tão bem fazer horas extraordinárias?

Marin Rush adora o seu trabalho: estudar sexo. Porém, fazê-lo não é propriamente a sua especialidade. Enquanto se dedicou à investigação académica, isso não era um problema. Mas quando arranja um emprego no Grove, uma exclusiva clínica de terapia sexual, tudo muda.
O Dr. Donovan West, o seu novo colega, sabe que os clientes vão abusar da inocência de Marin se ela não tiver alguma experiência na matéria. Então, sugere toda uma série de atividades explícitas para que Marin se prepare para lidar com a selvagem clientela do Grove. Claro que muitas dessas atividades têm de ser feitas a dois. E Donovan sabe que é o homem ideal para esse trabalho.
Desde que Donovan e Marin mantenham as suas atividades extracurriculares em segredo, e ninguém se apaixone, tudo vai correr bem. Nada mais fácil, certo?

«Uma exploração de como os jogos e as fantasias podem contribuir para o prazer.» - Publishers Weekly
«Desafio-os a pousar este livro.» - Cassandra Carr
«Uma história tensa tornada bela por um protagonista que não sabe o quão perfeito é.» - Carly Phillips

Novidades TopSeller | As Raparigas Perdidas | Eliza e os Seus Monstros

«Um elemento de sobrenatural que arrepia, misturado com um mistério cativante. Funciona a vários níveis diferentes, e o enredo é soberbo.» Associated Press

Vermont, 1950
Há um lugar para onde vão as raparigas que ninguém quer. As raparigas problemáticas, as filhas ilegítimas, aquelas que são demasiado espertas para o seu próprio bem. É uma escola chamada Idlewild Hall, que na vila se diz estar assombrada. Quatro colegas tornam-se amigas, sussurrando sobre os seus medos. Até que uma desaparece?
Vermont, 2014
Por muito que tente, a jornalista Fiona Sheridan não consegue deixar de revisitar os eventos que, há 20 anos, levaram à morte da sua irmã, cujo corpo foi encontrado nos jardins da abandonada Idlewild Hall. Apesar de o namorado da irmã ter sido julgado e condenado pela sua morte, Fiona tem a certeza de que algo ficou por contar?
Quando descobre que Idlewild Hall vai ser recuperada por um investidor anónimo, Fiona decide que é hora de escrever um artigo sobre a história, e desenterrar todos os seus segredos.
E, com eles, uma voz que se ouvia pelos corredores?

«Inteligente e maravilhosamente arrepiante. Fique refém desta história de fantasmas muito moderna até de madrugada.» 
Fiona Barton, autora bestseller
***********

Finalista do Goodreads Choice Awards: Melhor Romance Young Adult

Na net, ela é mundialmente famosa. Cá fora, ninguém sabe o seu nome.
No mundo real, ela é Eliza, uma miúda solitária, invisível e sem amigos. Online, ela é LadyConstellation, a famosa e anónima criadora de Monstrous Sea, um dos webcomics mais populares do mundo. Wallace é novo na escola. É um rapaz estranho, misterioso e que raramente fala. Mas na Internet ele é Rainmaker, o escritor da fanfiction de Monstrous Sea mais lida nos fóruns da série, e é seguido por mais de um milhão de fãs.
Os caminhos de Eliza e Wallace cruzam-se inesperadamente e, quando percebem que têm a mesma paixão por Monstrous Sea e a mesma forma de ver o mundo, surge uma relação improvável que vai alterar as suas vidas para sempre. No entanto, ambos julgam que o outro é apenas um fã comum de Monstrous Sea. Ela não sabe que ele é o seu maior fã, e ele não sabe que ela é a própria autora.
Um livro esplendoroso sobre a vida online e offline!

«Mensagens, chats, arte, fóruns, todo o universo online num livro sobre relações e a descoberta da identidade. Obrigatório para todos os fãs de literatura Young Adult, especialmente para os que celebram a cultura geek.» 
School Library Journal

«Um retrato fantástico, com os cenários da fandom, das amizades online e dos benefícios e perigos da fama na Internet. Imperdível!» 
Kirkus Reviews




Novidade Vogais | As Lições de Vida de Harry Potter | Jill Kolongowski


Para todos os que ficaram com o Harry Potter até ao fim. E ainda não o esqueceram.
O primeiro livro da saga Harry Potter foi publicado há mais de duas décadas, mas continua a atrair tantos leitores como então. A Geração Harry Potter está hoje nos 30 anos e continua a voltar aos livros uma e outra vez, como quem visita velhos amigos. Quando somos crianças ficamos fascinados com as varinhas, as vassouras e o Quidditch. Só mais tarde começamos a perceber a escala real das pressões e dos conflitos, as escolhas difíceis e as provas de amor e amizade que as personagens enfrentam. 

As Lições de Vida de Harry Potter (Ed. Vogais | 192 pp | 14,99€) são uma análise profunda aos sete livros e às personagens que os povoam. Através de uma combinação de crítica literária e curiosidade típica da infância, a autora – que é Hufflepuff e Potterhead, claro! - explora os temas e ensinamentos tratados ao longo dos livros e o seu poder imenso como fonte de conforto, orientação e sabedoria. 

Da luz à escuridão, de Dumbledore a Voldemort, os textos deste livro abordam o poder feminino, a importância das palavras, o destino vs. o livre-arbítrio, a coragem de resistir à opressão, a fronteira entre o bem e o mal e, sobretudo, a magia e o poder do amor. 

Com As Lições de Vida de Harry Potter os leitores irão descobrir como temas universais e as lições do livros se aplicam às suas vidas de muggle, incluindo:
Ir buscar força aos amigos | Aprender com mentores e heróis | Desafiar ideias convencionais | Superar obstáculos | Como resistir à opressão | Não ter medo de ser diferente | Confiar em nós próprios quando outros não o fazem

Um livro obrigatório para qualquer Potterhead — quer tenha crescido com Harry quer esteja a descobrir a magia pela primeira vez. A Vogais disponibiliza os primeiros capítulos para leitura aqui.

Novidade Saída de Emergência | Destemida | Lesley Livingston

A Saída de Emergência publica a 13 de Julho um livro que vai marcar todos os leitores que gostam da época romana, mas desta vez a novidade é termos uma mulher gladiadora como protagonista da história.

Destemida conta a história de Fallon, a filha mais nova de um orgulhoso rei celta e sempre viveu na sombra da lendária reputação da guerreira Sorcha, a sua irmã mais velha, que morreu em combate quando os exércitos de Júlio César invadiram a ilha da Bretanha.

Na véspera do seu 17.º aniversário, Fallon está ansiosa por seguir os passos da irmã e conquistar o seu legítimo lugar entre os guerreiros reais. Mas ela nunca terá essa oportunidade, já que é capturada e vendida a uma escola de elite que treina mulheres gladiadoras —e cujo patrono é o próprio Júlio César. Numa cruel reviravolta do destino, o homem que destruiu a família da jovem poderá ser a sua única hipótese de sobrevivência. Agora, Fallon terá de ultrapassar rivalidades perversas e combates mortais — dentro e fora da arena. E talvez a maior ameaça de todas: os seus sentimentos proibidos, porém irresistíveis, por Cai, um jovem soldado romano.

Lesley Livingston é uma premiada autora de livros para jovens. Tem um mestrado em Inglês pela Universidade de Toronto, onde se especializou em Literatura Arturiana e Shakespeare. Actua frequentemente com o grupo de teatro Tempest, de que é co-fundadora. Vive actualmente em Toronto, Canadá. 

Pode consultar a página da autora emwww.lesleylivingston.com