25/06/2019

Passatempo Presença | Há Algo Estranho na Água | Catherine Steadman | Resultados

Bom dia a todos!!
Já tenho vencedor (a) para este livro que, pelo que tenho percebido, toda a gente quer ler e acho que com toda a razão porque é um livro que promete!!



Erin, autora de documentários televisivos, está à beira de uma reviravolta profissional. Mark é um atraente gestor de investimentos com um futuro risonho. Parecem ter tudo para serem felizes, até que Mark perde o emprego, o que ensombra a vida perfeita do casal. Mas ambos estão determinados a fazer com que as coisas resultem. Decidem partir para uma lua de mel num local paradisíaco, confiantes de que tudo se resolva - afinal, têm-se um ao outro.

Em Bora Bora, Mark leva Erin a fazer mergulho. Mark está com ela, Erin sabe que está segura. Vai correr tudo bem. Porém, descobrem algo estranho na água...

O casal decide manter a sua descoberta em segredo - se mais ninguém souber o que eles encontraram, que mal poderá haver nisso Mas a decisão que tomam desencadeia uma devastadora sequência de acontecimentos... que vai pôr em causa tudo o que lhes é mais querido.

Assim sendo, aqui fica a nossa feliz vencedora sorteada de entre 549 Participações Válidas

Muitos parabéns Rita! Será contactada via email para nos facultar a sua morada para podermos proceder ao envio do seu livro!

Aos restantes, fiquem atentos aos próximos passatempos e muito obrigada pela vossa participação!

21/06/2019

Rubrica | Acabado de Chegar | Novas Aquisições | #5

Esta semana foi recheada de coisas (=livros) muito boas!! Tenho ainda de ler os anteriores volumes desta autora, pelo que este "O Suspeito" ainda vai ter de esperar um pouquinho... mas não muito, prometo!

"O Suspeito" de Fiona Barton, foi-me gentil e generosamente enviado através da parceria com a Planeta.

Família, culpa, suspeita, responsabilidade e amor incondicional.

A polícia fazia parte de um outro mundo, o que se via na televisão ou nos jornais. Não o deles.
Quando duas jovens de dezoito anos desaparecem durante as suas férias de ano sabático na Tailândia, as famílias são lançadas para a ribalta internacional: desesperadas, tomadas de angústia e presas de uma inquietação frenética. O que andavam as raparigas a fazer antes de terem desaparecido?
A jornalista Kate Waters faz sempre tudo o que pode para ser a primeira a chegar a uma história, a primeira a obter o exclusivo, a primeira a descobrir a verdade, e esta vez não constitui excepção. Contudo, não consegue deixar de pensar no seu próprio filho, que não vê há dois anos, desde que saiu de casa para viajar. Desta vez o caso é pessoal.
À medida que o caso das raparigas desaparecidas se vai desenrolando, percebe-se que, mesmo a tão grande distância, o perigo pode ocultar-se mais próximo de casa do que se poderia imaginar…

Críticas
«Um thriller perfeitamente concebido, elegante e bem escrito que fará o leitor ansiar pela conclusão.»
Cara Hunter

«Fiona Barton criou um cenário de pesadelo e entreteceu-o numa narrativa sinistra e retorcida… É um livro dotado de conteúdo e de um fim provocador e surpreendente que dá muito que pensar.»
Lesley Kara, autora de The Rumor

«Em O Suspeito , Fiona Barton entretece uma mescla de verdades universais com uma história empolgante.» USA Today 3 estrelas e ½ de um total de 4) «Totalmente absorvente… Durante dois dias vivi dentro deste livro, e ainda continuo a pensar nele. Soberbo!» 
Shari Lapena, autora best-seller do The New York Times

Críticas de imprensa
«A história empolgante de duas jovens desaparecidas e dos pais que se inquietam por causa delas. Os dois primeiros livros de Fiona Barton, A Viúva e O Silêncio , foram best-sellers internacionais… O Suspeito merece o mesmo êxito. Está… primorosamente escrito… as personagens criadas por Barton são excepcionais.»
The Washington Post

20/06/2019

Rubrica | Acabado de Chegar | Novas Aquisições | #4

Esta semana tive o prazer de receber este livro que promete fazer as delícias de muitos leitores que gostam do género!
Recebi-o através da parceria com a Porto Editora e mal posso esperar para lhe poder pegar como deve ser!!
«Eu enterrei-te. Estivemos junto à tua lápide no cemitério. Chorámos e despedimo-nos.
Mas eu nunca deixei de te amar. Procurei-te em todas as multidões, em todos os rostos, em todos os autocarros, em todas as ruas. Ano após ano.»
Stella Widstrand é uma psicoterapeuta respeitada. Casada com um homem carinhoso, mãe de um rapaz de 13 anos, com uma casa invejável e um bom carro, parece ter tudo para ser feliz. Porém, há no seu passado um terrível acontecimento que nunca foi verdadeiramente superado.
Quando um dia Stella vê entrar no seu consultório a jovem Isabelle, suspeita que se trata na realidade de Alice, a sua filha desaparecida durante um passeio em família cerca de vinte anos antes, e que todos julgavam morta.
Mas será realmente a filha de Stella? Estará a imaginação a pregar-lhe mais uma partida? Como poderá confirmar tal suspeita sem que a considerem louca? E se Isabelle for mesmo a sua filha, o que lhe aconteceu afinal? Como desapareceu? Para obter respostas, Stella inicia uma busca obsessiva e perigosa pela verdade, colocando em risco a vida que levou vinte anos a construir.

Elisabeth Norebäck estreia-se na escrita com um thriller psicológico inquietante que evoca o amor maternal e o maior medo que uma mãe pode sentir: o da perda de um filho. Em Diz-me Que És Minha, o leitor assiste à luta entre prudência e loucura, passado e presente, ilusão e realidade, mas sobretudo entre vida e morte.

19/06/2019

Rubrica | Acabado de Chegar | Novas Aquisições | #3

Como vos tinha dito, na semana passada recebi o Volume II dos livros Spin-Off da série Pede-me o que quiseres da autora já tão bem conhecida em portugal, Megan Maxwell.

Ora, aqui está ele, prontinho a ser *devorado* 

Eric Zimmerman, um dos homens mais desejados do planeta, conta-nos o seu ponto de vista da saga erótica mais sensual de sempre.

Após um casamento e uma lua-de-mel de sonho, a minha vida com Judith começa a normalizar. Durante o dia, enquanto trabalho na minha empresa, a minha maravilhosa mulher teima em contrariar-me em tudo o que pode.
Apesar de nos amarmos muito, somos especialistas em nos zangarmos e reconciliarmo-nos… Mas um dia chega-me aos ouvidos um malicioso comentário que me fará perder a confiança em Judith. Dias difíceis, noites em claro. Discussões. Problemas, muitos problemas.
Felizmente, a minha Morenita faz-me ver a razão e apercebo-me do parvo e quadrado, para não dizer imbecil, que sou, e uma vez solucionado tudo larga-me uma bomba: vou ser pai! Se a minha vida já tinha dado uma volta de cento e oitenta graus quando conheci Judith, nem quero imaginar o que mudará quando nascer o bebé.

Uma história que faz sonhar, com ritmo, paixão e sentimentos à flor da pele.


18/06/2019

Opinião | A Mãe | Melanie Golding | Planeta

Tive o prazer e o orgulho enorme de receber este livro na sua versão de cópia de leitura avançada e quando o recebi, tenho de dizer que estava muito na expectativa, até porque não sabia do que se tratava, nem sequer o título. Estava, como se costuma dizer, um bocadinho a medo do que iria encontrar impresso naquelas páginas. No entanto, e embora ainda não soubesse quando seria publicado e nem como seria a capa final, tive de dar a mão à palmatória e admitir que este livro tem tudo para ser um êxito em Portugal, agora que foi revelado ao público.
De uma forma aterradora, mas ao mesmo tempo atraente e viciante, a autora consegue incutir nos leitores aquele medo mais primordial e sincero que existe. O medo de perder aqueles que são nossos, que ajudamos a trazer ao mundo, com mais ou menos sofrimento, mas que durante tanto tempo fez parte de nós. 
Através de Lauren, a autora faz-nos lembrar de todos os medos que geralmente acorrem à mente e ao coração de uma mãe de primeira viagem. O medo de não se saber tratar do nosso filho, o medo de não lhe sentir aquele amor instantâneo que todas as mães dizem que sentem assim que vêem os seus filhos, o medo de não se ser suficiente para criar e educar aquele pequeno ser vivo e prepará-lo para ser alguém no mundo.
Recorrendo a antigos e assustadores contos de fadas, Melanie Golding, a autora, cria um acontecimento aterrador para Lauren, recém mãe de gémeos. Embora na mente de Lauren esteja presente o medo de falhar para com os seus bebés, no seu coração ela sabe que eles são a única razão de viver dela. Apesar de ser completamente iguais na aparência, mas distintos nas suas personalidades, Lauren é a única que os consegue distinguir sem recurso a marcas ou truques de reconhecimento, ao contrário de todos os restantes, incluindo o marido. Esse reconhecimento individual que Lauren tem dos seus bebés será essencial para que ela consiga ficar com eles, apesar de tudo o que lhe dizem e que afirmam ser apenas acontecimentos fictícios criados pela sua mente perturbada e inconstante.
A forma como Lauren enfrentou todos os que a rodeavam, estando ela correcta ou não, revela como todas as mães defendem os seus filhos contra tudo e contra todos e, no final das contas, a única coisa que todas as mães querem, é ficar e cuidar das suas crias com todo o cuidado e amor que só uma mãe consegue.
Melanie Golding, consegue transportar-nos exactamente para o centro de tudo com a sua escrita detalhada, sem deixar nenhum pormenor de parte, fazendo com que assistamos a tudo sem poder fazer nada. É aterrador. Sabemos de tudo o que se está a passar e, ao mesmo tempo, estamos sempre na dúvida do que realmente está a acontecer, se será mesmo a verdade ou algo que nos transcende. Muitas vezes dei por mim a acreditar que realmente tudo aquilo era sobrenatural. A sorte de Lauren, e nossa também, é que houve sempre uma pessoa que acreditou nela. Não podia deixar de referir a sargento detective Joanna Harper, que acorreu às súplicas de Lauren e, por conta própria tentou desvendar todo o mistério em volta de Lauren e dos seus gémeos idênticos. Harper conseguiu a minha atenção desde que apareceu, basicamente. Com um passado também carregado com as suas próprias dores, que permanecem até aos dias de hoje, é uma personagem fulcral neste livro. Inteligente e astuta, não deixou nenhuma pista de fora, e, mesmo indo contra os seus superiores, embarca numa investigação que vai muito além do presente. A meu ver, sem Joanna Harper e a sua personalidade forte e teimosa, este livro não seria a mesma coisa.
Agora, fica a dúvida: Serão mesmo contos de fadas, aqueles que estão escritos para contarmos às nossas crianças antes de irem dormir? Ou serão apenas verdades disfarçadas que nos fazem estremecer de terror e de aflição pelo que se passou em tempos?
Este é, efectivamente, um livro diferente. Um livro que fará qualquer leitor ficar com o coração a bater mais depressa e a mente cheia de perguntas e dúvidas em relação a si mesmo, quer seja mãe ou pai. Já acabei o livro há alguns dias, mas ainda hoje, enquanto escrevo esta opinião, recordo-me de tudo o que li e sinto a mesma emoção e sensação de impotência e de terror que senti nas horas em que o li (devorei).
Assim sendo, espero sinceramente que este livro tenha muito sucesso e que tenhamos muitos mais ainda por vir desta autora que promete livros igualmente intensos e cheios de emoções.

14/06/2019

Culinária e Bem Comer #4 | Dieta Cetogénica | A dieta saudável para a vida moderna

Esta semana vamos abordar um pouco o conceito de "Dieta Cetogénica". Já ouviram falar? 

A dieta cetogénica é extremamente pobre em hidratos de carbono e rica em gorduras. Na prática, quem a segue elimina quase por completo o pão, a massa, o arroz, o feijão, os doces e o leite, para dar primazia a alimentos como os legumes, os ovos, as sementes, a carne e os frutos secos. Numa dieta deste género, os hidratos não ultrapassam os 50 gramas diárias e, em casos mais extremos, são totalmente abolidos da alimentação. Esta compensação dos hidratos pela gordura faz com que o corpo seja obrigado a recorrer a outras formas de energia. Desde que seja acompanhada por um nutricionista, esta dieta pode ser uma alternativa para quem deseja emagrecer, pois o organismo passa a utilizar a própria gordura como fonte de energia ao invés do carboidrato que vem da alimentação. 

Esse tipo de alimentação é indicado principalmente para controlar e prevenir convulsões e crises de epilepsia, no entanto, ela também vem sendo estudada como um coadjuvante no tratamento de cancros, pois as células cancerígenas alimentam-se principalmente de carboidrato, que é o nutriente retirado na dieta cetogênica.
É importante que esta dieta seja feita com a supervisão e orientação de um nutricionista, já que é necessário fazer uma avaliação nutricional completa para saber se é possível ou não realizá-la.


Alimentos Permitidos 
Carnes, frango, ovos e peixes
Azeite, óleo de coco, manteiga, banha de porco
Creme de leite, queijos, leite de coco e leite de amêndoas 
Amendoim, noz, avelã, castanha do Pará, amêndoas, manteiga de amendoim, manteiga de amêndoas
Frutas como morangos, amoras, framboesas, azeitona, abacate ou coco
Legumes e verduras, como espinafre, alface, bróculos, pepino, cebola, curgete, couve-flor, espargos, beterraba, repolho, abóbora, couve, aipo, beringela ou pimentão...
Sementes como linhaça, chia, girassol...
Alimentos Proibidos
Arroz, macarrão, milho, cereais, aveia e maisena
Feijão, soja, ervilha, lentilhas grão-de-bico
Farinha de trigo, pão, torradas salgados em geral
Batata inglesa, batata doce, inhame, mandioca
Bolos, doces, biscoitos, chocolate, balas, sorvetes, achocolatados
Açúcar refinado, açúcar mascavado
Achocolatado em pó, leite e bebidas alcoólicas

Querem um exemplo de um cardápio para da dieta Cetogénica? Aqui têm!
(não quero que vos falte nada)
RefeiçãoDia 1Dia 2Dia 3
Café da manhãOvos fritos com manteiga + Queijo mozzarellaOmelete de 2 ovos e recheio de legumes + 1 copo de sumo de morango com 1 colher de chá de sementes de linhaçavitamina de abacate com leite de amêndoas e 1/2 colher de sopa de chia
Lanche da manhãAmêndoas + 3 fatias de abacateVitamina de morango com leite de coco + 5 nozes10 Framboesas + 1 colher de pasta de amendoim
Alm.
 e
Jantar
Salmão c/ espargos + abacate + azeiteSalada de legumes c/ alface, cebola e frango + 5 castanhas de caju + azeite + parmesãoAlmôndegas c/ macarrão de curgette e queijo parmesão
Lanche da tarde10 cajus + 2 colheres de sopa de lascas de coco + 10 morangosOvos fritos na manteiga + queijo de frescoOvos mexidos com orégãos e parmesão ralado
Fonte: TuaSaúde

Em Portugal já há cada vez mais adesões a este tipo de dieta, embora ainda muitas pessoas estejam mal informadas e façam opções radicais. Como foi referido anteriormente, É importante que esta dieta seja feita com a supervisão e orientação de um nutricionista.

A Editora Nascente já se adiantou e publicou um livro deveras importante naquilo que é o entender a Dieta Cetogénica

A dieta saudável para a vida moderna.

Perca peso e melhore a sua saúde através de um plano anti-inflamatório composto por mais gorduras e menos hidratos de carbono.
A Dieta Cetogénica é hoje uma das mais populares e com melhores resultados. Com baixo teor de hidratos de carbono, rica em gorduras boas e sem glúten, a Dieta Cetogénica e Hipotóxica oferece a solução perfeita para uma alimentação saudável e para o seu bem-estar.
De acordo com os últimos dados científicos, este plano alimentar pode ajudar no combate a algumas doenças e problemas de saúde, como enxaquecas, diabetes, problemas cardíacos, cancro, demência, autismo, entre outros.
Junte-se à revolução cetogénica e redescubra o verdadeiro sabor da comida ao mesmo tempo que cuida da sua saúde.
Inclui receitas e ideias para refeições para vegetarianos, veganos, crianças, atletas, e programas com efeitos anti-inflamatórios e para perda de peso.

Na próxima publicação deixo-vos algumas das informações/receitas que este livro nos traz.

Bem... espero que tenham gostado desta publicação, na qual pretendi apenas informar-vos mais um pouco, com base nas minhas muitas pesquisas, aquilo que apreendi sobre a Dieta Cetogénica!

Já conheciam? Quem já conhecia e já aderiu a este tipo de dieta?
Contem-me tudo e não se inibam!

Até à próxima!

13/06/2019

Rubrica | Acabado de Chegar | Novas Aquisições | #2

Hoje ainda recebi este livro através da parceria com a Editorial Planeta, a qual já me enviou também o Volume II para leitura (como recebi no inicio desta semana ainda não preparei o post, mas vou tratar disso), apreciação e opinião aqui no blogue.

Quem já leu este ...
"Eu sou Eric Zimmerman" Vol.I?

ISBN: 9789897770531
Edição: Maio 2018
Editor: Editorial Planeta
Idioma: Português
Dimensões: 152 x 235 x 32 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 536

Um spin-off da série «Pede-me o que quiseres» – a série a saga mais erótica e mais viciante e de maior sucesso da autora em Portugal -, agora contada do ponto de vista do protagonista masculino.
A história de amor de Eric e Judith apaixonou mais de meio milhão de pessoas. 
Quer conhecer em primeira mão um dos homens mais desejados de sempre?
Neste livro, a autora dá-nos a conhecer mais profundamente Eric Zimmerman, desde que começa a sua relação com Judith. A autora conseguiu que as cenas que se passaram nos outros livros tenham uma dinâmica e um ponto de vista diferentes pelo que os leitores não terão a sensação de déjà-vu.
Atreve-se a viver as fantasias femininas do ponto de vista de Eric Zimmerman?

Sinopse
O meu nome é Eric Zimmerman e sou um poderoso empresário alemão, caracterizo-me por ser um homem frio e distante, que usufrui do sexo sem amor e sem compromisso.
Numa das viagens a Espanha para visitar uma das minhas delegações conheci uma jovem chamada Judith Flores. Ela fez-me rir, cantar e até dançar e eu não estava acostumado a isso. Quando me apercebi, sentia mais por ela do que devia, distanciei-me, mas regressei, pois essa mulher atraía-me como um íman.
A partir desse momento, começámos uma relação recheada de fantasia e erotismo e adorei ensinar Judith a gozar o sexo de uma forma que nunca imaginara.

Descubra o lado submisso, dominante e voyeur que no fundo todos temos!

Sobre a Autora
Megan Maxwell é uma reconhecida e prolífica escritora do género romântico. Filha de mãe espanhola e pai americano, já publicou vários romances. 
Em 2010 ganhou o Prémio Internacional Seseña de Novela Romántica, e em 2010 e 2012 recebeu o Prémio Dama de Clubromantica.com e em 2013 o Aura, galardão do Encuentro Yo Leo RA
Vive numa encantadora aldeia nos arredores de Madrid, na companhia do marido, dos filhos, dos cães Drako e Pluty e das gatas Julieta, Coe e Peggy Sue.


Opinião | A Rapariga Sem Pele | Mads Peder Nordbo | Planeta

Um policial intenso e perturbador na fascinante Gronelândia. Neve, gelo e neblina revelam terríveis segredos mortais escondidos há muito tempo. Quando um cadáver viquingue mumificado é descoberto numa fenda no gelo, o jornalista Matthew Cave é destacado para cobrir a história.
No dia seguinte, a múmia desapareceu. o corpo do polícia que a guardava jaz no gelo, nu e esfolado, tal como as vítimas de uma horrível série de assassínios que aterrorizaram a remota Nuuk na década de 1970.

«A Rapariga Sem Pele tem todos os ingredientes necessários para um verdadeiro romance policial. Assassínio, estranheza, calafrios, superstição, segredos terríveis – mas ao mesmo tempo o leitor pode sentir a afeição do autor pela Gronelândia.»
Krimifan

«A Rapariga Sem Pele tem, na sua essência, um crime clássico combinado com a intensidade de um thriller - mas também se foca na crítica social.»
VG Norway

(Pode Conter Spoilers...) 
Mais uma estreia e mais um livro que apenas fez com que goste deste género literário cada vez mais. Eu! Que só lia romances fofinhos e queridinhos... onde isto já chegou!!
Bem, dizer que, apenas pela capa fantástica, as minhas expectativas estavam lá no alto é dizer pouco. Desde a altura que recebi o livro que estava ansiosa para o começar e enquanto não o fiz, não descansei, até porque queria saber mais sobre um lugar que sempre quis visitar (a esperança é a última a morrer) que é a Gronelândia. Dinamarca também, mas isso já são para outras núpcias.
Ao contrário de alguns livros que já li, este, mal o comecei agarrou-me logo. Quanto mais não seja pelas descrições pormenorizadas das montanhas, do gelo que eu adoro, das tradições de quem lá vive, crenças e mitos e a forma como o passado está sempre ligado ao presente... o autor conseguiu incutir-nos uma curiosidade enorme, pelo menos a mim, por esta cultura ainda pouco conhecida, e acreditem que já começo a saber alguma coisa sobre este lugar esquecido pelos demais.
Pegando numa atrocidade bastante actual hoje em dia, violência e abusos a crianças, Mads Peder, cria uma história cheia de  altos e baixos e achei soberba a forma como, a partir de uma certa altura, temos acesso a tudo o que havia acontecido há quarenta anos atrás e que derivou na descoberta daquela suposta múmia e dos crimes que aconteceram a partir daí. 
Matthew Cave é um jornalista que foi destacado para cobrir a descoberta de um corpo completamente conservado pelo gelo mesmo enfiado numa fenda gelada. O que Matthew não sabia era que aquela descoberta ia abrir caminhos por entre histórias perversas e crimes esquecidos algures no passado mas que, naquele caso iam fazer toda a diferença. Adorei a forma como o autor alterna o passado com o presente, apresentando-nos Jakob, um agente da policia de há quarenta anos atrás, que se envolve demasiado numa espécie de esquema e hábito macabro que os homens tinham de abusar fisicamente de seres inocentes e mais fracos. No presente e através de um caderno diário de Jakob que Matthew recebe, vamos ter acesso a crimes hediondos e inimagináveis, pelo menos para a maioria de nós. Aquele caderno será o elo de ligação entre o Jakob de quarenta anos atrás e o Matthew do presente. Será uma viagem e tanto, até porque, para mim, foi inevitável a comparação entre os dois. Cada um à sua maneira tentou fazer algo de bom e de justo por quem mais precisava e, no processo, também foram magoados. Gostei muito destas duas personagens, até porque Matthew trazia na bagagem uma mágoa e uma perda quase impossível de reparar e repor e mesmo assim conseguia ser um homem justo, sensível e desenrascado.
No entanto, Matthew não vai estar sozinho nesta sua investigação. Terá a companhia, quase que forçada, de Tupaarnaq, uma jovem de aspecto feroz e sombrio que acaba de sair da prisão, acusada de, há doze anos atrás, ter morto a família inteira, pais e irmãs, tendo escapado apenas um irmão que não estava em casa na altura. Sinceramente? Adorei esta personagem. Uma miúda acusada de quatro homicídios e presa por doze anos quando apenas tinha quinze? Que estavam à espera? Que ela saísse fofa e fresca, disposta a perdoar e a ser integrada na sociedade que a tinha condenado sem mais pormenores ou vontade de a ajudar quando ela mais precisava? Ao contrário do que se pensava, ela fortaleceu-se enquanto esteve presa e fê-lo a todos os níveis. Tanto a nível físico como mental, Tupaarnaq tornou-se mais forte e menos susceptível ao mal que uma mulher pode sofrer nas mãos dos homens. Achei imensa piada à forma bruta como ela tratava Matthew, mas ao mesmo tempo fazia com que ele também se fortalecesse.
Em suma... este livro é brutal! A forma como o autor descreve todos os crimes ao pormenor é de arrepiar até às raízes dos cabelos e, tenho de admitir que é preciso algum sangue frio para ler este livro e não se sentir algumas náuseas, mas isso também revela o quão boa é a escrita de Mads Peder Nordbo. 
Ainda tinha mais a dizer, mas fico-me por aqui e espero que tenha conseguido deixar-vos com a pulga atrás da orelha com este livro. 

 
 
(é lindo ou não é?)



Rubrica | Acabado de Chegar | Novas Aquisições | #1

Eis que, num súbito flash de inspiração(?) lembrei-me de criar uma nova rubrica, a que espero ser mais constante, em que vos mostro os novos livros que vão chegando às minhas estantes, quer seja através de parcerias com as nossas editoras maravilhosas, quer eu tenha comprado ou quer me tenham oferecido. Deixarei aqui as fotos e as respectivas sinopses e fichas dos livros para saberem qual editora publicou, quando foi (será) publicado e como o podem encontrar online para o adquirir.

Gostaram da ideia? Acho que será uma espécie de acréscimo aos posts de novidades editoriais que vos ajudará a decidir se vale ou não a pena comprar, alugar ou pedir emprestado.

Assim, sem mais demoras, aqui fica o primeiro livro que recebi hoje, através da parceria com a Editora Alma dos Livros 

A Rapariga Sem Nome
de Leslie Wolfe
ISBN: 9789898907745
Editor: Alma dos Livros
Idioma: Português
Dimensões: 155 x 235 x 21 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 304

Sinopse
Os olhos azuis vidrados, o belo rosto, inerte, coberto de cintilantes grãos de areia. Os lábios entreabertos, como que para libertar um último suspiro. Quem é a bela rapariga encontrada ao amanhecer numa praia deserta? Qual é o seu segredo?
A agente especial Tess Winnett, do FBI, procura incessantemente respostas. A cada passo, a cada nova descoberta, desvenda factos perturbadores que conduzem à mesma conclusão: aquela não foi a única vítima. O assassino que procuram já matou antes.
Escondendo também um terrível segredo, a agente Tess Winnett enfrenta os seus receios mais profundos, numa emocionante corrida para apanhar o assassino, que se prepara para acabar com outra vida. Descobri-lo-á a tempo? Será capaz de o deter? A que preço?

AS REGRAS DO JOGO MUDARAM. 
TAL COMO A DEFINIÇÃO DE SERIAL KILLER. 
TODOS DESEJAMOS TER ALGUÉM. MAS ESTAREMOS DISPOSTOS A MORRER POR ISSO?
A agente especial Tess Winnett é apaixonada, ousada, forte e temperamental. Não hesita em arriscar a vida, numa busca incessante por toda a verdade e por um seria killer cruel que anda a tirar vidas sem piedade. Inteligente, desenvolta e teimosa, Tess levará os leitores numa memorável e aterradora investigação neste empolgante e apaixonante thriller.

Disponível a partir de 21/06/2019

Sobre a Autora
Leslie Wolfe é uma escritora norte-americana cujos livros se tornaram bestsellers e cujo trabalho tem sido elogiado pelos leitores e pela crítica, desfrutando de um sucesso e reconhecimento crescentes, com solicitações diversas, incluindo da indústria cinematográfica de Hollywood.
Os romances de Leslie quebram o molde dos thrillers tradicionais, surpreendendo pela notável compreensão da natureza humana e pela forma notável como retratam os ambientes, as situações e as personagens. Fascinada por tecnologia e psicologia, Leslie aproveita a sua vasta experiência e pesquisa nessas áreas a fim de fortalecer e adicionar ingredientes extra aos seus livros.
Leslie Wolfe mora na Florida com o marido, «o Wolfe», e o seu cão. Algumas das suas citações favoritas são: «Um objetivo sem um plano é apenas um desejo», de Antoine de Saint-Exupéry, e «a imaginação é mais importante do que o conhecimento», de Albert Einstein.


Assim que me for possível coloco a minha opinião, mas primeiro tenho de arranjar tempo para o ler...  😉

Passatempo Um Fio de Sangue | Resultados

Bom dia a todos!!

Esta semana acabou o nosso passatempo "Um Fio de Sangue" com o apoio da própria autora Ann Yeti.


Assim, aqui fica o nosso vencedor

Parabéns Pedro|

Irás receber um email a solicitar a morada para onde podemos enviar o livro!!

Aos restantes, obrigada pelas participações (292.. ainda foram muitas) e não se esqueçam de participar no passatempo que está activo!

10/06/2019

Passatempo Presença | Há Algo Estranho na Água | Catherine Steadman | ENCERRADO

Esta semana temos mais um passatempo com o apoio da Editorial Presença e que eu sei que vocês vão todos adorar!
Com toda a certeza que já ouviram falar nesta novidade que todos vão querer ter o prazer de ler.

Há Algo Estranho na Água
Catherine Steadman


Para se poderem habilitar a receber este livro, só têm de fazer o seguinte:

1) Ser seguidor do blog Sinfonia dos Livros 
2) Clicar "Gosto" na página do Facebook do Sinfonia dos Livros e da Editorial Presença
3) Partilhar o passatempo no vosso Facebook e/ou blog e deixar o link de partilha no formulário. 
4) Preencher correctamente o Formulário abaixo. 
5) O passatempo decorre a partir de hoje até às 00h00 (horas continentais) do dia 20 de Junho de 2019. 
6) O vencedor será sorteado aleatoriamente, de entre aqueles que cumprirem com o estipulado, sendo o anúncio feito na página do facebook do Sinfonia dos Livros, para o email do/a vencedor/a e também no blog. 
7) Cada pessoa só pode concorrer em seu nome uma (1) vez por dia. 
8) Por motivos logísticos só serão aceites participações de residentes em Portugal e ilhas dos Arquipélagos dos Açores e da Madeira. 
9) O Sinfonia dos Livros e a Presença não se responsabiliza por extravios.


06/06/2019

Opinião | Em Nome do Amor | Lesley Pearse | ASA

Katy Speed tem 23 anos e o sonho de viver em Londres, longe da pequena cidade de Bexhill-On-Sea e do temperamento difícil da mãe.
Enquanto não consegue escapar, acompanha avidamente a vida de Gloria Reynolds, a simpática e glamorosa vizinha da frente. Para Katy, entediada com a pacatez do seu dia a dia, as estranhas movimentações na casa de Gloria são um alimento para a imaginação...
Quem serão as mulheres que a visitam ao sábado num carro preto? E porque é que por vezes vêm acompanhadas de crianças? O certo é que essas atividades suspeitas provocam algum desconforto na comunidade.
Uma noite, porém, um incêndio devastador vai por fim a tudo isso… e também à vida de Gloria e da filha. Depressa se torna evidente que se tratou de fogo posto, uma notícia chocante para todos mas principalmente para Katy, pois o principal suspeito é o seu pai.
Ela sabe que ele é inocente.
E vai fazer tudo para o provar... nem que para isso tenha de arriscar a própria vida.

Romance de amor e história de coragem, Em Nome do Amor é uma incursão perturbante ao lado negro das relações humanas. No magnífico retrato de uma época já distante, a autora bestseller trata com profundidade e coragem temas tremendamente relevantes ainda nos dias de hoje

(Pode Conter Spoilers...)
 
Já não lia Lesley Pearse há algum tempo e já não me recordava bem o quão intensa ela consegue ser nas suas histórias e o quão rectilíneas e intensas as suas personagens geralmente são.
Neste livro temos a história de Katy Speed. Um jovem sonhadora em plena década de 60. Sonha sair da sua terrinha pacata e mudar-se para Londres, onde tudo acontece e onde quer ser bem sucedida e feliz. No entanto, quis o destino que se visse envolvida num acontecimento trágico que lhe vai virar a vida do avesso.
Ao longo do livro, vamos tendo várias versões da Katy. Aquela que apenas sonha em sair do sítio onde mora e ir viver para Londres com a sua melhor amiga. A que não sabe lidar com o temperamento austero e rígido da mãe. A que fará tudo para conseguir tirar o pai, que tanto adora, da cadeia, preso por um crime que não cometeu. A que consegue mudar-se para Londres, arranjar um novo emprego e, quiçá uma nova paixão. E, não menos importante, aquela que sofre na pele um trauma hediondo e que, pela coragem que tem dentro de si, cresce e amadurece, conseguindo encarar todos os problemas que a vida lhe coloca à frente, de uma forma ponderada e adulta.
Para além de Katy, este livro aborda um tema cada vez mais falado hoje em dia, infelizmente não pelos melhores motivos. A violência doméstica que, muitas vezes leva à morte das agredidas, é, para mim, o tema central deste livro. Tudo acontece porque um dia alguém, uma mulher algures, foi agredida brutalmente e fartou-se de ser o saco da porrada do marido e procurou ajuda e abrigo em outras mulheres que outrora estiveram na mesma posição e que deram um rumo às suas vidas. Vidas estas, dedicadas a ajudar quem mais precisava.
É de louvar a forma como duas mulheres traumatizadas pela violência, conseguem ajudar tantas outras mulheres, principalmente as que queriam mesmo ser ajudadas.
De uma forma muito sóbria e séria, ainda que ficcionalmente, Lesley Pearse relata-nos o que tantas vezes acontece na vida real, utilizando para isso, personagens cheias de personalidade, inteligência e dinamismo. São estas personagens, as femininas e as masculinas, que dão vida a este livro e conseguem fazer mesmo tudo em nome do amor, sem segundas intenções e sem tirarem proveito disso, exceptuando o prazer e a sensação de dever cumprido.
Gostei muito, embora tivesse gostado de ler mais sobre Katy e Charles, o advogado terno e amoroso que moveu mundos e fundos para a encontrar e que é uma das excepções à regra no que toca ao tratamento que muitos homens aplicam às mulheres, que supostamente deveriam proteger e acarinhar, amar e honrar, até que a morte os separe.

Eventos Feira do Livro | Grupo Saída de Emergência

05/06/2019

Novidade Porto Editora | O Jardim das Flores de Pedra | Deborah Smith

O Jardim das Flores de Pedra é o mais recente livro de Deborah Smith, que desde A Doçura da Chuva tem sido uma das autoras mais acarinhadas pelas leitoras portuguesas. Este romance é publicado pela Porto Editora a 6 de Junho.

Desta vez, Deborah Smith apresenta-nos uma história de amor e justiça, em torno de uma família que não olha a meios para esconder os seus crimes, esquecendo que a verdade mais tarde ou mais cedo será sempre revelada.
Para Darl Union, a vida em Burnt Stand, na Carolina do Norte, foi sempre uma estranha mistura de riqueza, privilégio e solidão. Criada pela avó, uma mulher tão fria e dura como a pedreira de mármore que é a herança da família, o amor é-lhe estranho até ao dia em que se apaixona  perdidamente por Eli Wade, o filho de um canteiro. Porém, o amor adolescente e puro cedo se vê comprometido por uma teia de mentiras e de morte: o pai de Eli é considerado o responsável pelo desaparecimento da tia-avó de Darl e, embora inocente, acaba por ser morto. Mas agora, vinte e cinco anos depois, há segredos que podem literalmente vir à superfície – e Darl e Eli têm finalmente uma hipótese de enfrentar e resolver o passado.

Primeiras Páginas
Disponíveis aqui.

A AUTORA
Deborah Smith é uma das autoras americanas mais lidas em todo o mundo: a sua obra já vendeu mais de três milhões de exemplares. Nomeada para diversos prémios importantes, como o RITA Award da Romance Writers of America e o Best Contemporary Fiction da Romance Reviews Today, foi distinguida com o Prémio de Carreira atribuído pela Romantic Times Magazine. No catálogo da Porto Editora figuram os seus romances A Doçura da Chuva, Segredos do Passado, O Café
do Amor, Milagre, Doces Silêncios e Regresso a Casa, que obtiveram assinalável êxito junto dos leitores portugueses.

IMPRENSA
«Uma autora extraordinariamente talentosa.»
Mary Alice Monroe, autora bestseller do The New York Times

«Uma narradora excepcional.»
Booklist

«A escrita de Deborah Smith tem garra; e é isso que a torna tão especial.»
The Book Haven


01/06/2019

Passatempo | Um Fio de Sangue | Ann Yeti | ENCERRADO

Esta semana temos mais um passatempo, desta vez com o apoio da própria autora Ann Yeti e que eu sei que vocês vão todos adorar!
Trata-se do seu livro Um Fio de Sangue e, como já o li, posso garantir que é um livro muito bom. Não se deixem enganar pelo tamanho ;)


Para se poderem habilitar a receber este livro, só têm de fazer o seguinte:

1) Ser seguidor do blog Sinfonia dos Livros 
2) Clicar "Gosto" na página do Facebook do Sinfonia dos Livros e do Livro.
3) Partilhar o passatempo no vosso Facebook e/ou blog e deixar o link de partilha no formulário. 
4) Preencher correctamente o Formulário abaixo. 
5) O passatempo decorre a partir de hoje até às 00h00 (horas continentais) do dia 10 de Junho de 2019. 
6) O vencedor será sorteado aleatoriamente, de entre aqueles que cumprirem com o estipulado, sendo o anúncio feito na página do facebook do Sinfonia dos Livros, para o email do/a vencedor/a e também no blog. 
7) Cada pessoa só pode concorrer em seu nome uma (1) vez por dia. 
8) Por motivos logísticos só serão aceites participações de residentes em Portugal e ilhas dos Arquipélagos dos Açores e da Madeira. 
9) O Sinfonia dos Livros e a Autora não se responsabiliza por extravios.

Rafflecopter Giveaway

Boa Sorte a todos!