25/03/2020

Opinião | Um Pingo Na Água | Ann Yeti


Um Pingo na Água é um romance sobre uma mulher independente e sedutora - Ana - e dos dois homens, muito diferentes entre si, que buscam o seu amor.

É uma história sobre paixão e arrebatamento, mas também sobre encontros, desencontros, e segundas oportunidades.

Qual deles – se algum – ficará com ela no final?

A qualidade deste livro não me surpreendeu de todo, uma vez que já tinha lido o primeiro livro desta autora, que, com toda a certeza, ainda nos vai proporcionar livros inesquecíveis.  Mas estava mesmo muito, muito curiosa com este novo livro, e ela bem sabe disso!

O que me surpreendeu, isso sim, foi a forma como li o livro em menos de duas horas. Tudo bem que o livro é pequenino, tendo em conta que geralmente leio livros com mais de trezentas páginas, mas ainda assim, não estava nada à espera de começar e acabar no mesmo dia, uma vez que o comecei depois do jantar.

Ann Yeti traz-nos a história de uma mulher super confiante. Inteligente, autónoma e com uma vida intíma e pessoal muito saudável. Não tem por hábito apegar-se demasiado a um homem pois preza muito a sua liberdade e privacidade. Temos uma Ana que todas nós gostaríamos de ser. Embora todas as mulheres queiram, mais cedo ou mais tarde, apaixonar-se a valer, para Ana isso não é o essencial. Precisa e gosta de sexo? Claro que sim. É independente, mas não é frígida, muito pelo contrário. Sabe o que quer e quando quer avança sem maiores rodeios. Como eu disse, ela é super confiante!

Sendo assim, e ao longo do livro não me surpreendeu que houvesse um certo cariz sexual, uma tensão primitiva entre ela e o sexo masculino que, geralmente, não resistia aos encantos de Ana, e as cenas sensuais são muito bem descritas, sem roçar sequer o pornográfico, como tanto lemos em tantos livros. 

Podia estar aqui a contar-vos a história desta nossa Ana, no entanto, estaria apenas a estragar-vos o prazer de conhecer esta personagem fantástica e que, pode muito bem representar-nos a todas, na sua feminilidade, força e inteligência. Contudo, também temos mais duas personagens fulcrais, sem as quais, este livro não faria muito sentido. João e Carlos. Dois homens em tudo diferentes um do outro, mas igualmente atraentes e carismáticos. Cada um à sua maneira, vai tentar derrubar o muro que Ana ergueu à volta do seu coração. se vão conseguir, isso já não vos posso, nem quero dizer ...

Embora este seja um livro diferente do primeiro desta autora, continua a ser um livro muito bem escrito. Uma maneira que a escritora tem de escrever cuidada e elegante que nos permite ler de uma forma viciante e compulsiva, sem sequer estar a pensar quando vai acabar.

Sineramente, adorei a forma como ela consegue dar aquele toque de sensualidade elegante (se é que isso existe) e, temos sempre aquelas reviravoltas deliciosas que nos trocam as ideias e nos deixam sempre com um "Ahhh" nos lábios, bem como um sorriso e bem estar visiveis e só possivel quando estamos realmente satisfeitos com o que acabamos de ler.

Espero sinceramente que esta seja uma autora que continue a fazer as nossas delícias e que ainda possa ler muito e muitos livros da sua autoria.

Sem comentários:

Publicar um comentário

O seu comentário é valioso!
Obrigada pela visita e volte sempre!