22/05/2019

Opinião | Um Fio de Sangue | Ann Yeti

Ela tem uma paixão secreta. Ele, um trauma profundo. Ambos ergueram barreiras dolorosas de transpor. A história de um amor maior do que a vida.
A obra Um Fio de Sangue faz-nos mergulhar no desconhecido que leva ao amor, à fantasia e à entrega. A narrativa pauta pela intensidade de emoções, sensações, apelando aos nossos sentidos.
A autora guia-nos na viagem surpreendente da relação entre os personagens principais.
Uma história de desejo, fantasia, entrega e amor com um final de cortar a respiração.

(Pode Conter Spoilers...)
Este foi o primeiro livro que li desta nossa autora Ann Yeti. 
Fui convidada pela própria a fim de receber um exemplar para leitura e respectiva opinião, o que me deixou muito feliz. Quando recebi o livro em casa, o meu primeiro pensamento foi "este livro é pequenino e vai ser lido num piscar de olhos". De facto, li-o num instantinho, até porque a escrita da autora é extremamente leve e fluída, mas cuidada e bem articulada, o que nos permite ler com rapidez e, ainda assim, não perder pitada do que acontece.
Um Fio de Sangue traz-nos a história de Joana e Tomás. Duas personagens que, embora diferentes nas suas personalidades e modos de viver a vida, são idênticos no que aos seus passados diz respeito. Ela sempre com receio de se entregar e viver uma aventura amorosa em pleno, por causa dos seus traumas de abandono, e ele, pelos desgostos pelos quais passou quando mais novo e que lhe deram uma nova perspectiva de levar a vida. Tornou-se um mulherengo e praticamente todos os dias arranja uma nova conquista. Já Joana, queria o amor verdadeiro e não apenas sexo e diversão. 
Quis o destino que se encontrassem a certa altura da vida e, assim que isso acontece, ficou óbvio que a história poderia ter um de dois desfechos: Ou ela aceitaria o "pouco" que ele se permitia dar-lhe e aproveitava os bons momentos, ou, por outro lado, não aceitaria ser apenas mais uma conquista ou uma relação passageira e tudo acabava antes mesmo de começar.
De uma forma muito ligeira e atractiva, Ann Yeti consegue criar a situação perfeita para os dois se conhecerem melhor, sem forçar nada. Aos poucos tanto ela como ele vão permitir-se a um vislumbre do amor e de uma vida a dois. Até que, tudo muda repentinamente e, o desfecho... bem... Foi inesperado. Tinha sempre a esperança que algo mudasse no interior de algum deles, o que de facto acontece, só que nada correu como eles tinham previsto.
Por entre algumas cenas de erotismo ligeiro, a autora consegue imprimir na história aquela faceta de conquistador de Tomás e de alguma rebeldia de Joana que se transformava sempre que estava com ele.
Um pingo de erotismo, um pingo de amor e paixão e, acima de tudo, aquele toquezinho de tragédia eminente que ajuda imenso numa leitura que se revelou muito agradável, apesar de achar que mais umas páginas não faria mal.
Vou ficar atenta a esta autora que me aguçou o apetite para mais livros destes.

Sem comentários:

Publicar um comentário

O seu comentário é valioso!
Obrigada pela visita e volte sempre!