17/05/2019

Opinião | Regresso à Tua Pele | Luz Gabás | Editora Marcador


O passado e o presente estão entrelaçados nesta história de amor eterno, onde a sombra da bruxaria e a ganância do homem são derrotadas pela paixão de uma mulher que transcende o espaço e o tempo.

Brianda, uma jovem engenheira, deixa uma vida agitada em Madrid para regressar temporariamente à sua casa de infância, situada numa aldeia fria e isolada nos Pirenéus. Aí algo a impele a explorar as suas raízes e a descobrir um segredo de família e um novo interesse amoroso, o enigmático Corso, que desafia o destino ao restaurar a mansão negligenciada que herdou. O mistério adensa-se quando Brianda descobre outra mulher com o mesmo nome nos arquivos da aldeia, uma mulher que viveu quatro séculos antes e desafiou convenções. Numa terra convulsionada por guerras, vinte e quatro mulheres foram acusadas num dos episódios mais dramáticos da história da feitiçaria espanhola. Entre elas está Brianda, que se torna um alvo e faz uma promessa ao seu verdadeiro amor, uma promessa que pode não viver para cumprir.


(Pode Conter Spoilers...) 
Ainda não tinha lido nada desta autora espanhola, mas quando vi a capa deste livro, fiquei com a pulga atrás da orelha. Temos de admitir que é uma capa lindíssima e que as páginas que ela esconde, com certeza estarão repletas com uma história de amor que nem o tempo pode apagar.
Este é o típico livro que primeiro estranha-se e depois entranha-se, isto porque até dar aquele clique que nos transporta através dos tempos, é uma leitura um pouco lenta. 
Brianda é uma mulher com uma carreira promissora, um namorado, com quem vive, que a adora e uma casa decorada à sua maneira. No entanto, nem tudo está bem. Tem tido ataques de ansiedade e pânico e são muitas as noites em os seus sonhos são povoados por algo que não compreende. Parecem visões do passado que a estão a avisar para algo que já aconteceu ou ainda vai acontecer.
Daí até se sentir completamente fora do seu normal vai apenas um passo e resolve então ir passar uns dias a casa de uma tia, onde ia regularmente quando era criança.
É nesse lugar remoto dos Pirinéus que Brianda vai conhecer todo o seu passado longínquo, sobre o qual ela nada sabia. É também, nesse lugar que ela (re)conhece Corso. Um homem solitário e algo agreste que lhe desencadeia mil e uma dúvidas, emoções e desesperos. Alguém que ela tem a absoluta certeza
De alguma forma, Brianda é levada para o passado onde reinavam as conspirações contra o rei e entre todos os senhorios das terras que ali existia. A perseguição às bruxas era também uma prática e Brianda vê-se no meio de todas essas guerras e perseguições que lhe colocavam a própria vida em risco e até o regresso ao seu estado normal.
Entre muitas aventuras e desventuras, traumas, dores e perdas, Brianda aprende que nem tudo é preto no branco e que até os mais pequenos pormenores podem explicar muito do que fomos, numa outra vida e numa outra altura.
O amor também esteve presente em todos os momentos da vida passada de Brianda e é esse amor que será transportado até à Brianda do presente. Aquela que não sabe nem onde, nem a quem o seu coração pertence. É na sua "viagem" ao passado que irá encontrar o seu verdadeiro amor. Aquele que ficou gravado no seu coração e na sua memória.
Gostei imenso de como a autora consegue juntar o passado e o presente e justificar todas as personagens na mesma história mas em tempos diferentes.
Adorei a história passada de Brianda e o seu "cavaleiro" andante e como todo esse sentimento é transportado para o presente.
Nota-se, pela forma como a autora escreve, que é uma romântica incurável e que todos os seus livros devem ser carregados de emoções, paixões e amores. Na mesma dose em que também consegue dar-nos bastantes factos históricos muito interessantes.
Recomendo!

Sem comentários:

Publicar um comentário

O seu comentário é valioso!
Obrigada pela visita e volte sempre!