06/11/2015

[Mangá+Anime] Tokyo Ghoul de Sui Ishida


Tokyo Ghoul é um dos poucos mangas que me faz ficar totalmente viciada, pelas personagens, pela história em si mas principalmente pelo traço porque ele é mesmo fantástico!! ^
Ishida Sui entrou sem duvida para os meus mangakas preferidos!

A história foca-se especialmente em Tokyo, mas os ghouls existem por todo o mundo e organizam-se por sectores de caça individual ou em grupos. Eles são seres que são considerados monstros na sociedade, pois alimentam-se dos seres humanos, obviamente que o mundo sabe da sua existencia, o que achei um ponto positivo na história, e por isso mesmo foi criada a CCG, uma organização espcial que combate e mata os Ghoul e os investiga de forma a evitar que se multipliquem e outras coisas que são spoiler. 
Tudo parece um pouco violento, mas não é. Se há humanos bons e maus, porque é que não haveria de haver Ghouls bom e maus?
Bem... os que trabalham na Anteiku, um café local, são bons para os humanos e até gostam deles, daí a o café ser aberto ao publico.
Rize, é uma rapariga que não quer saber se deixa rastos por todo o lado ou não, e por isso mesmo mata sem ter controlo nenhum, estando principalmente interessada em órgãos. 
Kaneki está terrivelmente apaixonado por ela, e num dia vai com o seu melhor amigo ao Anteiku só para que este a veja, e ganhar coragem para a convidar para sair. Claro que Rize aceita, e Kaneki cai na sua armadilha não sabendo no que se estava a meter e o que isso ia implicar no seu futuro.

"Se fossem escrever uma história sobre mim...seria uma tragédia!"


Kaneki é salvo por um médico e uma enfermeira que sem a autorização de Rize, que dizem que morreu, transplantaram os órgão que Kaneki perdeu para o seu corpo. Algo que não se imaginava ser possível, os órgão de um ghoul serem transplantados para o corpo humano.

A vida de Kaneki dá então uma volta que ele não estava preparado. A comida não lhe sabe como de costume e é extremamente complicado ingerir seja o que for, até os hambúrgueres que ele tanto devorava não lhe passam da boca. Até ao dia que ia pela rua a noite e cheira-lhe a comida da mãe algo que não cheirava a muito tempo, devido a morte dos pais, mas é um cheiro delicioso que ele segue-o com todas as forças… até achar um cadáver.
Foi ai que descobriu que no mundo ghoul também haviam regras, e essas tem que ser cumpridas, ninguém deve caçar na propriedade alheia. Mas graças a isto Kaneki conhece Touka e o pessoal do café Anteiku, que apesar de todos os seus demónios vivem uma vida pacifica e sem conflitos, e é assim que pretendem ficar.

Algo especifico dos ghouls para além da mudança visivel nos olhos, é o facto das suas células serem diferentes e que desenvolvem uma Kagune, Kakugan ou uma Quinque (e seus derivados que dava para um post só)  para a sua defesa ou ataque, que obviamente vai desenvolvendo e ficando mais forte ou fraca consoante a sua alimentação.

A CCG a meu ver tornou-se muito cruel na defesa, com a captura de ghouls e lhes retira a Kagune para as usar como meio de defesa deles mesmos, porque apesar de os ghouls se regenerarem depressa, se for alguma ferida feita por outra kagune demora muito mais tempo.

Quantos as personagens, tem que ter em atenção que são todas muito importantes e com um papel fundamental numa ou outra situação, e isso é um toque especial no jeito de Sui, Todas com um passado e presente construtivo que apoia as suas decisões  boas ou más.
O que é fantástico é a trama que Sui constrói, o significado de cada coisa que desenha e cada pormenor que dá, tudo o que faz tem um significado que será usado no futuro ou no presente, como números espalhados, pequenas coisas que coloca em cenários, gestos etc.. E mesmo fantástico!!



Adaptado ao Anime em Julho de 2014, a primeira temporada segue fielmente o mangá, e por isso mesmo teve muito êxito e admiração dos fãs e chamou outros tantos que tinham uma ideia errada de Tokyo Ghoul. Foi produzido pelo Estudio Pierrot e pela Funimation Entertainment e foi dos animes mais esperados de 2014.

Adquirindo imediatamente um segunda temporada. Esta infelizmente foi alvo de muitas criticas devido a não seguir em nada, ou quase nada, o mangá. Mas também aplaudido por ter sido uma outra vertente do mesmo.
Talvez haja spoilers aqui!! 

Depois de sofrer uma grande tortura e ter achado que ele sozinho não iria conseguir proteger quem quer que fosse, mas principalmente os seus amigos e aqueles que ele ama, Kaneki decide então mudar:
No anime Kaneki decide juntar-se ao Agori, um grupo que visa exterminar a CCG e tentar controlar um pouco o local onde vivem, claramente que mais a frente vai haver um melhor desenvolvimento sobre eles.
No mangá, claramente, Kaneki não se junta a eles por ter ideias fixas que não são métodos fiáveis para atingir os seus fins. Mas na verdade sim, Kaneki separa-se de Touka e do manager e com ele vai o Gormet e Banjou mais os seus seguidores, e a pequena Hinami que diz que fica sempre com ele. Aconteça o que acontecer.
Já nisto dá para ver que é uma grande mudança no desenrolar da história.

No entanto as personagens são as mesmas, e as suas ideias principais também, o que foi uma mais valia, mas há certos aspectos, sendo o acima o mais marcante, que mudaram o rumo da mesma.

O que valerá mais a pena? O Mangá ou o Anime? Bem os dois, a mim não me incomodou necessariamente a mudança, é apenas uma nova visão do acontecimento.

Já agora Tokyo Ghoul vai ter uma terceira temporada a estrear em 2016, e vai ser adaptação do mangá Tokyo Ghoul :Re

(Abertura da primeira temporada, e a mais bonita cof cof)

Actualmente está ser publicada pela VizMedia em inglês e pode ser comprada nos fornecedores habituais (amazon, bookdepository etc..) e em pt-br pela Panini.

Podem ler online no Mangafox e ver as 2 temporadas mais os ovas no super animes.

Alguém segue este anime e/ou manga? opiniões?


Sem comentários:

Publicar um comentário

O seu comentário é valioso!
Obrigada pela visita e volte sempre!