22/03/2013

Opinião Destaque - Convidada do Mês de Março - 4ª Semana

Esta semana a Verita trouxe-nos mais uma excelente review.

Titulo: Uma Casa de Família
Autor: Natasha Solomons
N. Páginas: 416

Sinopse: Na primavera de 1938, a ameaça nazi paira sobre a Europa.  Em Viena, a família Landau vê desaparecer muitos dos seus amigos e teme pela sua segurança. Decidem fugir do país mas não poderão partir juntos. Elise, a filha mais nova, é enviada para Inglaterra, onde a espera um emprego como criada de uma família aristocrática. É a única forma de garantir a sua segurança. Para trás deixa uma vida privilegiada. Em Tyneford, ela tenta encontrar o seu lugar na rígida hierarquia da casa. É agora uma das criadas, mas nunca antes trabalhou. Tem a educação e os hábitos da classe alta, mas não pertence à aristocracia. Enquanto areia as pratas e prepara as lareiras, usa as magníficas pérolas da mãe por baixo do uniforme. Sabe que deve limitar-se a servir, mas não consegue evitar o escândalo ao dançar com Kit, o filho do dono da casa. Juntos vão desafiar as convenções da severa aristocracia inglesa numa história de amor que tocará todos os que os rodeiam. Em Tyneford, ela vai aprender que é possível ser mais do que uma pessoa. Viver mais do que uma vida. Amar mais do que uma vez.


Este é sem dúvida um dos melhores livros que li este ano. Se gostam de romances históricos vão partilhar da minha opinião.
Elise tem uma vida feliz e cheia de privilégios. De repente tudo lhe é retirado e ela vê-se obrigada a deixar Viena e a sua família e partir sozinha para a desconhecida Inglaterra. De alguém que é servida pelos outros, passa ela a servir como criada num chalé na distante Inglaterra. Toda esta mudança quando se é apenas uma adolescente não é fácil de enfrentar. Os pais esperam em Viena por um visto que lhes permitirá ir para os Estados Unidos da América, mas os meses vão passando e nada acontece. A irmã de Elise que já está na América com o marido vive também o drama da distância e de não poder ajudar a família. 
Elise irá desabrochar, irá conhecer e apaixonar-se por uma nova família e viver coisas que nunca pensou. A escrita fluente da autora faz-nos devorar o livro rapidamente e viver cada nova emoção, cada nova aventura, junto com Elise.
Tyneford com os seus recantos secretos, os prados verdejantes, o oceano a transbordar, trará uma nova realidade a Elise, que, ao mesmo tempo que desespera com a Guerra e com a sua família lá longe, vai experenciar novas emoções, arrebatar-se com o primeiro amor e com o desespero da perda. O facto de ser judia alterou toda a sua vida, mas agora se pudesse escolher, sairia ela de Inglaterra? Elise cresceu, já não é a mesma menina que ali chegou, desejando uma outra vida.
A escrita é doce, cheia de sentimento e de magia. Faz-nos viajar para aqueles cenários cheios de história, e viver as emoções que o livro nos transmite. 
Leiam porque vale mesmo a pena!!

2 comentários:

  1. hehehe... Temos acertado em cheio nos livros que mais queres Paulinha!!

    Beijinhos!!

    ResponderEliminar

O seu comentário é valioso!
Obrigada pela visita e volte sempre!