01/10/2015

[Mangá+Anime] Kamisama Hajimemashita de Julietta Suzuki

                                        
Nanami Momozono está completamente abandonada O seu pai teve que deixara cidade sem aviso, devido as suas dividas de jogo, e por causa delas os cobradores de dividas também lhe retiraram a casa. Nanami vê-se então sozinha na rua sem saber o que fazer. Até que encontra um homem preso numa árvore, até ela encontrar um homem de qual acabou por salvar de um cão, em agradecimento este oferece-lhe a sua casa, então ela aproveita logo a oportunidade (nem que fosse para passar apenas a noite). No entanto quando chega ao destino, repara que afinal a casa é um templo, e o seu morador não esta muito contente por a ver, pensando inicialmente que se trataria do mestre, que não aparecia a 20 anos. Nanami fica confusa com a atitude dele, no entanto deram-lhe a casa e ela precisa mesmo dela. Conhece também 2 pequenos espíritos com umas mascaras estranhas, que dizem que ela é agora o Deusa da Terra. O morador que se chama Tomoé, que depois sabe-se que é uma raposa diz que seguia o antigo mestre e por isso nao tinha nada a ver com ela, então foge para o reino espiritual. Nanami tem agora todo o tipo de novas responsabilidades que ela não entende, perigos que ela é desconhece, e um excêntrico ex-familiarizado que é. .. realmente muito estranho. Mas Nanami sempre foi uma rapariga forte e pensa que é só uma fase, por isso vai dar o seu melhor para se adaptar. Começando por domar a raposa (hihi) agarra nos pequenos espirito e ordena-lhes que lhe levem até Tomoe, para o trazer de volta. 


Por entre perigos que Nanami corre, porque é inesperiente neste novo mundo, e muito inocente, acaba por estar a precisar de ajuda de Tomoe, mas este é um pouco mauzinho *muito* que por um lado tem uma fase querida e de respeito por ela. Recusando-se no entanto a tornar-se seu familiar (para ser familiar de um deus, tem que se dar um beijo na boca, fazendo com que este tenha de obedecer a todas as suas ordens, sejam elas quais forem).

Nanami torna-se uma autentica deusa da Terra, apesar de ser tudo um pouco novo para ela, está sempre pronta a ajudar toda a gente seja humano ou não e custe o que custar, por vezes a própria vida. Por vezes por pessoas que não merecem, mas Nanami é mesmo assim!


Tomoe é um demónio-raposa que não quer saber dos humanos para nada, apenas quer saber do seu mestre que jurou ajudar. Por isso a nova deusa da Terra é completamente fora do interesse dele, até porque se ela era humana nem merecia o estatuto que tem. No entanto tem um lado querido e preocupado que se recusa muitas vezes a mostrar


O mangá conta com muitas outras personagens, muitos deuses e demónios e muitos humanos envolvidos, há medida que a história vai avançando, vai-se conhecendo muitas outras. Nanami é apenas humana mas com os poucos poder que adquiriu, que no entanto vive a aprender a desenvolve-lo.
Ja era de esperar uma certa relação entre Nanami e Tomoe, embora este se recuse a aceitar, mas é certo que há e é mesmo engraçado assistir a todos este conflitos.


 Julietta Suzuki tem um traço simples próprio de mangá mas há qualquer coisa de diferente no que toca a criação de ambientes e da maneira como conta a sua história. É simplesmente lindo de ler!

Anime

O Anime segue bem a história do mangá, tendo alguns capítulos que não entraram, mas é muito mais animado que o mangá, notando-se mais no inicio que o mangá é um pouco mais paradinho. O facto de o anime ser mais "mexido" penso que se trata mais pelas vozes dos que deram vida a história.
O anime conta com 2 temporadas e várias OVAS o que é fantástico, e ainda pensa-se que haverá uma nova temporada, mas nada é certo.
As personagens foram bem elaboradas e tratadas para o anime, mas não se esperava outra coisa da FUNimation!
Vale a pena ler e ver porque ambas as obras estão bem feitas!




Sem comentários:

Publicar um comentário

O seu comentário é valioso!
Obrigada pela visita e volte sempre!