18/02/2015

Opinião - "Wicked Lovely - Frágil Eternidade" de Melissa Marr


Seth quer ficar com Aislinn para sempre. Mas a eternidade ganha um novo significado quando a nossa namorada é uma rainha das fadas imortal...
O Rei do Verão tornou Aislinn imortal para fazer dela monarca e agora ela enfrenta desafios e tentações muito para além do que alguma vez imaginara. No terceiro livro desta hipnotizante saga do Mundo das Fadas, Seth e Aislinn lutam para se manterem fiéis a si próprios e um ao outro. Num ambiente de regras obscuras e fidelidades voláteis, onde os velhos amigos se tornam novos inimigos, um passo em falso pode fazer com que a Terra mergulhe no caos.

*Pode Conter Spoilers*

Sinceramente não sei como escrever esta opinião de uma maneira que não passe a ideia de que detestei este terceiro livro da série "Wicked Lovely", mas que também não adorei. 
Tenho de admitir que li os primeiros dois volumes há muito tempo e que talvez por isso, a minha adaptação às personagens, que são as mesmas do primeiro volume. 
Toda a acção é muito confusa. Ele é o Reino do Gelo, depois o Reino do Verão e depois os humanos e as fadas que umas são boas e as outras não valem nada. E perceber tudo isso e ainda gostar? Nah, nah... não consegui.. com muita pena minha. São demasiadas personagens confusas e demasiadas histórias interligadas e com um passado já muito antigo. Além de que não percebo e não me entra na cabeça o facto de Aislinn ser namorada do Seth (que para mim é a melhor personagem do livro) e ser também a rainha de Verão de Keenan... 
Acham normal? Eu não acho nada. Ainda mais quando ela não consegue resistir a Keenan. Não admira que Seth tenha desaparecido para se tornar em algo mais do que o simples humano que é completamente apaixonado por ela. Acho que foi demasiadamente ambicioso colocar um triângulo amoroso entre uma personagem humana, uma meia humana/meio fada e outra completamente fada. Too much! 
No entanto, gostei muito do Seth. O modo carinhoso e fiel como ele sempre se mostrou com Aislinn, embora a meu ver ela não merecesse. Foi, de longe, a personagem mais completa e mais vibrante ao longo de todo o livro. Daí as minhas três estrelas. Pelo Seth. 

Se detestei? Não! Se adorei? Também não, mas fiquei muito desiludida.

Sem comentários:

Publicar um comentário

O seu comentário é valioso!
Obrigada pela visita e volte sempre!