11/07/2019

Opinião | Depois de Mim | Emily Bleeker

Querido Luke, Deixa-me começar por dizer que te amo… Eu não queria deixar-te… 

Luke Richardson regressou a casa depois do funeral de Natalie, a sua amada esposa, pronto para enfrentar a tarefa de criar os seus três filhos sozinho. Mas não está preparado para o que encontra no chão, à sua espera — um envelope azul, com o seu nome escrito por Natalie.

A carta, escrita no primeiro dia do tratamento oncológico da mulher, revela ser a primeira de muitas. Luke está convencido de que elas são genuínas, mas quem as deixa na sua caixa do correio?

À medida que a sua obsessão com as cartas cresce, Luke descobre segredos há muito enterrados que o fazem questionar tudo o que sabia sobre a sua mulher e a sua família. E uma escolha impõe-se: conseguirá Luke encontrar forma de viver sem Natalie ou ficará para sempre perdido no passado que as cartas encerram?

(Pode Conter Spoilers...)
Este livro é especial para mim porque foi a minha filha que me ofereceu no meu dia de anos e, sendo o primeiro livro que ela me oferece, é mesmo especial e por isso mesmo fiz questão de o começar logo que consegui, até porque assim ela ficou mais feliz.

Neste livro temos a história de Luke e Natalie, ou, pelo menos, uma parte dela. Luke ficou viúvo. Natalie faleceu devido a um tumor maligno e deixou-o completamente sozinho com os três filhos de ambos. Num dia em que ele pensava que seria para esquecer, o funeral dela, Luke encontra uma carta no hall da entrada de casa. Era uma carta endereçada a ele e com a particularidade de que foi Natalie que a enviou. Obviamente que Luke agarrou-se aquela réstia da esposa com unhas e dentes e colocou na cabeça e no coração de que, possivelmente, ela teria escrito mais cartas para, de alguma forma, chegar a ele.
Aquelas cartas que ele ia recebendo ao longo dos dias tinham sido escritas no último ano de Natalie. Quando todos pensavam que o cancro tinha entrado em remissão, mas que infelizmente, tinha voltado e, desta vez, seria fatal. Se por um lado, as cartas davam alento a Luke, pois nelas ela ia-lhe orientando os dias, por outro lado, escondiam segredos que, quando fossem revelados iam ser bombásticos. Natalie tinha segredos. Luke pensava que entre eles não havia segredos pois conheciam-se desde miúdos e, embora numa certa altura da vida eles tenham passado algum tempo separados, o amor que sentiam um pelo outro nunca esmoreceu, e, assim que se encontraram, tudo o que tinham sentido quando ainda crianças e adolescentes voltou com a força toda, resultando num casamento de quase vinte anos e três filhos maravilhosos. 
Ao longo do livro não vemos Natalie, mas vemos sempre a mão dela a indicar o caminho tanto a Luke como a todos os que a amavam e faziam parte inegável da vida dela. O caso da melhor amiga, Annie, ou o caso da pequena Jessie, a aluna que conheceu na Faculdade quando resolveu acabar o curso mesmo sabendo que morreria de cancro. Mas será que Annie será mesmo só a melhor amiga de Natalie? Será Jessie somente uma colega querida de curso? 
É engraçado como a autora consegue reunir vários aspectos diferentes que fazem deste livro um "must read". Amor, saudade, mistério, segredos, dúvidas, algumas aventuras e desencontros.
Quando li algumas opiniões tanto nacionais, como estrangeiras, fiquei um pouco com o pé atrás porque nem todas eram as melhores que se podiam ler, mas, acabo por pensar exactamente o contrário de quem não gostou do livro. Acho que a autora conseguiu passar aos leitores, ou pelo menos a mim, todas as emoções que estavam inerentes à perda de alguém importante para nós. Alguém que constitui uma perda irreparável para a nossa vida e que era o pilar de tudo.
Acabei por gostar muito de Luke. Um homem apaixonado que, de uma hora para a outra, apesar de ser um final anunciado, fica sem a sua pessoa. Aquela que sempre esteve com ele e que sempre foi tudo para ele. Terá de ser pai e mostrar aos filhos que, apesar de a mãe não estar presente de corpo, estará sempre a guiar-lhes os passos como sempre fazia em vida.
Sendo muito sincera, gostei bastante. Fico feliz por ter este livro na minha estante, disponível para sempre que quiser ler de novo.

Sem comentários:

Publicar um comentário

O seu comentário é valioso!
Obrigada pela visita e volte sempre!