07/02/2019

Opinião | A Origem do Amor | Manda Collins | Quinta Essência

Com este anel, te desposo.
Com o meu corpo, te venero.

POR VEZES, O AMOR VERDADEIRO...
A vida de Lady Isabella Wharton é tremendamente preenchida: desde bailes a almoços, não lhe falta o que fazer em Londres. Por isso, é a contragosto que aceita a “sugestão” da madrinha de ir visitar o seu neto solteiro no campo e persuadi-lo a regressar à cidade.

...SURGE ONDE MENOS SE ESPERA...
Para Trevor Carey, duque de Ormond, não há nada que supere os prazeres simples da vida. Os salões de festa londrinos estão longe da sua lista de prioridades, até ao dia em que conhece Isabella. Pois os ares do campo parecem despertar naquela criatura presunçosa uma nova mulher – mais intensa, mais apaixonada. Conseguirá ele enfrentar a sociedade e conquistar o coração de Isabella?

(Pode Conter Spoilers...)
Já tinha este livro no Kobo para ler há algum tempo, mas, não sei porque razão, nunca me lembrei de o ler assim que o recebi. Falha minha. Embora tenha lido algumas reviews de leitoras cujo género preferido é o romance de época, não muito favoráveis a este livro, peguei-lhe com fé e mergulhei de cabeça, como se costuma dizer. Não fiquei nada arrependida. Gostei imenso da escrita desta autora (nova para mim) e de como ela conseguiu criar personagens de fácil temperamento, mas ao mesmo tempo, fortes nas suas convicções.
Isabella é uma mulher já com a sua dose de passado traumático, embora seja ainda muito jovem. Foi casada com um homem que se supunha ser de boa índole, mas que afinal não passava de um homem violento e traidor. Agora, já viúva, lamenta o facto de também a sua irmã ter tido o mesmo destino que ela. Também a irmã casou com um homem violento e cruel que não pensava em mais nada a não ser em sim, mulheres e vida boémia, apesar de ser o Duque de Ormond. (in)Felizmente, Isabella e a irmã estiveram envolvidas na morte do Duque ainda que indirectamente e esse facto estará sempre presente nas vidas delas, mais na de Isabella, assombrando e ditando aquilo que fazem e dizem. Ninguém soube o que aconteceu naquela noite, excepto a madrinha de Isabella, familiar directa do Duque falecido. É com esta informação que a "convida" a ir ao campo e convencer Trevor Ormond, o neto mais novo, a regressar à cidade e assumir o cargo deixado pelo anterior.
Isabella não tem outra alternativa a não ser ir e, é nessa missão que tudo acontece. Trevor é um homem difícil ainda que seja generoso e trabalhador. Toma conta das irmãs mais novas e de um grupo de terras junto com os seus trabalhadores e famílias. É um alguém que se preocupa com os outros e com a justiça. Não tem mãos a medir no que se refere à educação e segurança das irmãs, ainda que pareça sempre, aos olhos delas, algo rigoroso e intransigente no que se refere às regras impostas.
No entanto, conseguimos perceber que é um homem de valor e de valores. Isabella não deixa de notar todas estas qualidades, bem como os defeitos também. Aos poucos vai conseguindo entrar no coração das irmãs dele que a adoram e no coração dele, muito embora ele resista por alguns dias. Não temos de esperar muito até que as coisas evoluam entre eles e ainda bem, caso contrário tornava-se maçador. Ambos são suficientemente maduros e vividos para saberem o que querem e o que não podem ter. 
Gostei da forma como ela conseguiu ir mudando a opinião que ele tinha sobre Isabella. Uma mulher que só queria o rebuliço das grandes cidades, as temporadas de debute das jovens e os grandes salões de bailes. Vestidos caros e de qualidade. Refeições dignas das melhores casas. De facto, Isabella era alguém que estava habituada a tudo isso e não desgostava. No entanto, não deixava de ver algum encanto no campo. Na forma como tudo era mais simples e tinha mais valor e onde as pessoas preocupavam-se sinceramente umas com as outras. Tanto Trevor como Isabella mudaram. Ele tornou-se alguém mais aberto a sugestões e a mudanças no quotidiano e ela, mudou um pouco a sua forma de ver os seus dias. Não é que não gostasse de Londres, mas ali estava-se mesmo bem. Podem já perceber que adorei estas duas personagens. Tudo bem que não há cenas escandalosamente quentes, ou explosões de paixão, mas o amor terno e a paixão com conta peso e medida também tem o seu encanto e eu gostei imenso. 
Esta será uma autora que irei colocar na minha lista de "autoras a acompanhar com atenção", com toda a certeza.
Ansiosa para poder ler o seguinte e, talvez, rever estas personagens.

Sem comentários:

Publicar um comentário

O seu comentário é valioso!
Obrigada pela visita e volte sempre!