06/05/2014

Opinião - "Falling Into Us" - Jasinda Wilder

 

A história que você achava que sabia ...

Quando Kyle Calloway morreu, ele levou uma parte de Nell com ele. Ela não foi a única a ficar para tentar juntar as peças partidas, no entanto, a morte de Kyle deixou um buraco no coração e na vida de seus pais e seu irmão mais velho Colton, e, finalmente, quebrou a vontade da rapariga que ele amava .

A história que você nunca imaginou ...

Becca de Rosa é a melhor amiga de Nell . Quando Kyle morreu , Nell ficou tão devastado que ninguém poderia alcançá-la , nem mesmo sua melhor amiga Becca . Enquanto ela tenta ajudar Nell através de sua dor, a própria vida de Becca é vivida em turbulência , e tudo o que ela sabe é alterado.

Jason Dorsey convidou Nell para sair na semana depois de seu décimo sexto aniversário , mas esse encontro nunca aconteceu. Em vez disso, ele acabou saindo num encontro com a melhor amiga de Nell , Becca . Ele não tinha como saber , então, como é que um encontro seria o suficiente para enviá-lo em uma viagem ao longo da vida com Becca . Ele não tinha nenhuma maneira de saber as tragédias e os triunfos que ele iria experimentar, ou que em Becca , ele poderia encontrar o amor da sua vida.

A mágoa VOCÊ NUNCA ESQUECE ...


Sinceramente, nem sei como começar esta opinião. Acabei de ler o Falling Into Us ontem à noite e, sonhei com a história a noite toda. Podem acreditar, que  é mesmo verdade e olhem que eu raramente sonho!
Já tinha adorado o primeiro, Falling Into You, em que conhecemos Nell, Kyle, Colton, um pouco de Becca e um pouco de Jason. A par com a história do primeiro volume desta série *deliciosa* (para não dizer outras coisinhas mais), conhecemos mais um casal de soltar suspiros a torto e a direito e não só. Chorei, surpreendi-me, dei por mim com a respiração presa em muitos momentos da narrativa. 
Becca, como é dito na sinopse, é a melhor amiga de Nell, e Jason é o melhor amigo de Kyle. Neste segundo "capítulo" da série "Falling" a acção toma lugar na altura em que, no primeiro volume, Nell aconselha Jason a sair com Becca em vez de sair com ela, como estava combinado. Becca já tinha uma paixoneta valente por Jason desde a altura do infantário e ele sempre havia tido uma paixoneta por Nell. (situação muito, mas mesmo muito complicada). Uma vez que Nell deu-se conta de que o seu grande amor era o seu melhor amigo Kyle, tentou fazer um arranjinho para a Becca e para Jason. E que arranjinho, minha gente.... Pode-se dizer que foi "A match made in stars" (um romance feito nas estrelas).
A relação que nasce entre Becca e Jason é, em muitos aspectos idêntica à de Nell e Kyle, no entanto, as diferenças é que, a meu ver, Becca era mais "madura" apesar de ter a mesma idade do que a melhor amiga. Verdade seja dita que a educação que Becca teve, não foi propriamente igual à de Nell, embora tenha tido uma infância felize, apesar de todas as restrições impostas pelos pais. Já Jason, apesar do que passava com o pai, era um rapaz como já não se vê. Sério, honesto, sincero e muito, muito terno. Desenvolve um amor tão grande por Becca, que vai delinear o futuro dele e dela. Um tipo de amor que nos enche a alma e que nos faz estar felizes apenas por estarmos vivos. 
Mas nem tudo são rosas, não senhor. Na altura em que Kyle morre, parece que tudo se desmorona para todos. Nell, como vimos no primeiro, passa por uma fase catatónica, conhece Colton, afasta-se de todos e, do nada, muda-se para Nova Yorque. No entretanto, Becca e Jason, sempre juntos, ultrapassam a tragédia que foi perder o melhor amigo e como se já não bastasse, uns anos depois passam por mais uma tragédia que vai fazer todo o mundo de Becca tremer e quase ruir, não fosse pelo apoio do namorado que nunca a abandonou. Para além da amizade que existia entre os dois, havia uma cumplicidade enorme e um companheirismo de fazer com que muitas vezes me viessem as lágrimas aos olhos pelas coisas que diziam um ao outro. É uma história que nos faz pensar em alguns aspectos da vida, que muitas vezes caem-nos no esquecimento, mas que muitas crianças, jovens e adultos passam todos os dias e que nós não fazemos ideia. Violência doméstica, drogas, a maneira como os pais devem abordar os filhos e os seus problemas, o modo como podemos enfrentar a dor de perder alguém que faz parte de nós. Tudo temas muito, muito delicados e que têm de, eventualmente, ser abordados em alguma altura da nossa vida. Quando somos pais, quando somos apenas filhos, quando temos de tomar decisões que vão alterar todo o nosso futuro e de quem nos rodeia. Fez-me pensar muito até no modo como eu sou como mãe, como esposa e como mulher. Becca deu-me uma lição de como, mesmo com certos problemas e defeitos, podemos ser confiantes e sentirmo-nos bem com aquilo que somos. 
Mais uma vez Jasinda Wilder mostra-nos o seu bom gosto a nível musical, pois este livro tem uma banda sonora fantástica e, em concordância com o Falling Into You, é extremamente musical, fazendo com que fiquemos com o raio das músicas no ouvido o dia todo! (Já arranjei a banda sonora do primeiro e o mesmo vai acontecer com este, já sei, não vale a pena resistir).
As cenas de sexo são, no mínimo, de fazer corar qualquer um. A ousadia de Becca e de Jason entre os lençois é de suster a respiração. Perderam a virgindade um com o outro e eu acho isso absolutamente amoroso e, infelizmente, um pouco fora da realidade. Mas sou uma romântica e gosto de pensar que algures no Mundo existem casais assim e amores assim em que a nossa vida gira em torno de uma vida em comum com a pessoa que amamos, quer as coisas corram bem ou mal.
Podia ficar aqui o dia todo a escrever uma dissertação inteira sobre como este livro maravilhoso me iluminou as horas que passei a lê-lo. 

Que hei-de dizer mais? 
RECOMENDOOOOOO!!! 

4 comentários:

  1. Queroooooo! Só me fazes querer ler esta coleção! Mais uma perdição... :-)
    Mas obrigada por nos fazeres recomendações tão boas! Destas perdições é que nós queremos! ;-)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se quiseres diz-me que mando-te :)

      Obrigada pelas tuas palavras... "I live to serve you all, readers" ;)

      Eliminar
    2. Já me mandaste o primeiro, por isso se tiveres os restantes podes mandar que eu quando começar não devo querer parar!
      E não tens de quê, foram sinceras. ;-)

      Eliminar
    3. Quando tiver uma folgazinha mando-te!

      Eliminar

O seu comentário é valioso!
Obrigada pela visita e volte sempre!