07/02/2020

Cavalo de Ferro | Elsinore | O terror de Shirley Jackson e o incómodo de Samanta Schewblin

Originalmente publicado em 1951, O Homem da Forca (Cavalo de Ferro | 264 pp | 18,79€ | Trad. de Raquel Dutra Lopes) é uma das primeiras obras de Shirley Jackson, mestre da ficção gótica e do suspense. Neste romance de formação sobre uma rapariga no limbo entre o racional e o irracional, Jackson alia o terror do thriller psicológico às subtilezas da comédia negra para retratar o medo existencial, a solidão e a consciência de si. 

Primeiros capítulos disponíveis para leitura aqui.

Na Cavalo de Ferro: A Maldição de Hill House; Sempre Vivemos no Castelo; A Lotaria e Outras Histórias.

*****

A casa é o lugar da intimidade. As suas divisões, onde comemos, dormimos, discutimos, amamos, fazem parte do nosso passado, escondem segredos, desejos, traições. Por isso nos inquietamos sempre que alguém entra nesse espaço, sentimo-nos observados e julgados, como se algo que devia permanecer oculto fosse finalmente revelado ao mundo. 
Em Sete Casas Vazias (Elsinore | 128 pp | 14,99€ | Trad. de Isabel Pettermann), Samanta Schweblin não se refreia de colocar o dedo nessa ferida, negando ao leitor qualquer espécie de alívio; e a perda, a violência afectiva, a doença, o egoísmo, as nossas falhas mais íntimas tornam-se, elas próprias, todo o espaço em que habitamos. 

Primeiros capítulos disponíveis para leitura aqui.

Na Elsinore: Pássaros na Boca; Distância de Segurança; Kentukis.

Sem comentários:

Publicar um comentário

O seu comentário é valioso!
Obrigada pela visita e volte sempre!